Ainda reunidos, excertos dos projetos, ou fases anteriores, ainda agrupadas

Terceiro Projeto de Categeró desenvolvido pelo

Portal abc dasegurança pública

Inicio da devoção 1999 – Santinhos

1º Projeto abc ano de 2003/2004

2º Projeto abc ano de 2008/2009

Processo do Subprojeto Padroeiro – 2010

3º Projeto abc ano de 2013/2014

Categeró escolhido (Small)

Otimizar o afloramento devocional ao Beato de Categeró no mundo

Com base na experiência, dos dois projetos anteriores, seus avanços e insucessos, pretende-se redimensionar a visão de abordagem da pesquisa e do aproveitamento de seus resultados. O objeto é o processo histórico da devoção.            

1.     Finalidade

Aproveitando os elementos e dispositivos apresentados nos projetos anteriores (20903/2004) e (2008/2009), as suas relativas execuções, constitui o material que se tem para propor uma nova experiência. Esta, bem focada, na pesquisa da devoção ao beato e, no melhor aproveitamento dessas informações.  Pesquisa e resultados, todos disponíveis, mas que busque operar sincronizado com um maior número de operadores devocionais em diversos locais, conectados pelas ferramentas de mídia e relacionamento disponíveis. Sem a formação de uma massa de devotos e apoiadores se torna difícil definir e atingir objetivos.

2. Pressupostos demarcadores de qualquer ação

Os pressupostos básicos balizam todas as ações. Devem ser de uso corrente de todos que deseja apoiar propostas desdobradas deste projeto, ou outras que lhe possam ser adicionadas. Eles foram coletados na realidade da relação do “Beato de Categeró”, com seus fiéis, com a história de sua devoção, com uma histórica exclusão institucional e seus resultados.

São pressupostos:

  1. Seu nome correto é beato Antônio de Categeró, mas pode ser referido como o “Beato de Categeró” como consenso, de mais de uma dezena de denominações que tem ao redor do mundo e, a  maioria, no Brasil. Sua variedade de nomes é igual a sua multiplicidade de imagens.
  2. Não possui, nem uma igreja sob seu patronato. A Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, de Salvador, na Bahia, lhe foi negada para patrono, no pedido formulado pela Irmandade de Santo Antônio de Categeró, em 1699, que não só a construiu, como também, ofertou recursos financeiros para aquela obra católica;
  3. Possui, pelo cadastramento do portal, mais de 60 imagens entronizadas em igrejas do Brasil, Portugal e Itália – que se sabe e tem prova. Talvez, mais da metade das imagens brasileiras, do Beato de Categeró (30 delas), das em torno de 50, existentes, são obras barrocas e de grande porte;
  4. Ainda sofre discriminação de instâncias católicas e de teólogos, principalmente, no Brasil. Nosso beato é confundido com outro beato, que tem parecença, origem étnica e continental, similares, inclusive beatificados, ambos, como Santo Antônio de Noto, causando confusão. É comum dizerem que o beato Antônio de Categeró não existe no hagiológio Católico;
  5. Seu processo de canonização está em andamento, mas se não houver uma base devocional ativa, organizada e pressionando as instâncias da Congregação para Ofícios para as Causas dos Santos, no Vaticano,  seu trânsito processual será lento e truncado;
  6. Compete aos devotos se articularem em grupos devocionais e estes se conectarem. Conectados e organizados, produzirem ações que materialize e midifique a devoção, se possível, com efeito transnacional.

 

3.     Estrutura básica de pesquisa

Todo o material coletado, buscado ou obtido sobre o Beato de Categeró, ou de circunstâncias importantes para nosso contexto, recebem um tratamento informacional padrão, de forma a permitir a vinculação setorial, bem como analisar em todas as compartimentações possíveis e reaglutinações necessárias, correlacionadas com o que esteja sendo inserido.

Coletar – recolher do que haja disponível, de livre acesso;

Buscar – Empreender um trabalho de envolvimento pessoal, ou de terceiros, ou de envolvimento com despesas, para ter o acesso à informação;

A entrada destes dados no portal implica na necessidade de uma análise com precisão, para o enquadramento que cumpra as finalidades expressadas aos encontros de “contextos de descoberta” ou “de validação” das questões da fé e da materialidade histórica da devoção. Isto será avaliado na organização básica dos conceitos deste projeto.

 

4.     Organização básica dos conceitos deste projeto

Os conceitos se organizam no portal, a partir das limitações estruturais que, enquanto a ferramenta informacional utilizada trata-se de um blog. No caso um blog da tecnologia Word Press. Neste são admitidas duas formas de entrada de informações: conteúdos, chamados permanentes ou duradouros, que são armazenados em páginas; e os conteúdos de efeito temporário, ou noticiosos, que são armazenados em postagens chamados “posts”; Existem recursos diferenciados de uso das duas formas, que podem criar limitações na exposição dos conteúdos.

Assim a relação dos diretórios de páginas e dos diretórios de postagens, com seus respectivos sub diretórios, nos dá perfeitamente, a ideia do que buscamos e habilita, os que quiserem fazer suas próprias pesquisas.

5.     Conceitos da organização básica permanente – Páginas

Conta com cinco diretórios de páginas. São eles:

Instrumentos da Fé; Sub Dir: (Orações; Novenas; Vida de Categeró; Hinos e canções religiosas; Graças à beatificação; Processo de canonização;VIPs de Categeró; Apoiadores de Categeró; Devotos; Inventário devocional; Imagens Santinhos e relicários; Esutdos religiosos a fim).

–  Altares da Fé; Sub Dir: (Reg Norte; Reg Nordeste; Reg Centro Oeste; Reg Sudeste; Reg Sul; Europa; América espanhola; África ).

Manifestações do conhecimento; Sub Dir: (Teses; Dissertações; Monografias; Ensaios e Papers; Textos do Portal; Reportagens impressas e virtuais).

Galeria de imagens; Sub Dir: (Livros; Charges; artesanato; santinhos; imagens; Músicas – MP3; Categerós comerciais).

Projeto Devoção a Categeró. Sub Dir: ( Primeiro Projeto 2003/4; Segundo Projeto 2008/9; Processo do Sub projeto Padroeiro; Terceiro Projeto – atual).

Outros Sub diretórios poderão ser criados, se houver necessidade, ou por volume de material específico.  Os três primeiros diretórios são a fonte de conhecimento permanente do Beato de Categeró, sendo todos muito bem definidos e sem dubiedade para classificação. A questão toda é que o material, via de regra, tem entrada no portal como uma notícia. E assim, em uma postagem, que será classificada nos conceitos da organização básica de notícias e depois processada para sua existência como página.

 

6. Conceitos da organização básica de notícias – Postagens

Conta com cinco diretórios de postagens. São eles:

 

Home; Este é um recurso padrão, dos sites e blogs para retorno à página inicial;

–  Adm; Este é um recurso, automático do sistema, denominado de “Sem Categoria”, para controle de entradas não administradas.

Notícias atuais; Aqui serão vinculados, por Menus e ou Sub Categorias, os conteúdos que serão expostos no Slide Show de abertura do Portal;

Nas Artes; Sub Dir: (Teledramaturgia, Música; Pintura, artesanato e desenho; Charges; Cinema, teatro e outras; Escultores).

Na Socieade. Sub Dir: ( Grupos devocionais; Empresas; Toponímia de logradouros; Sites de Relacionamento e Blogs; Eventos Sociais e Festas Populares; Nomes Categeró; Questões devocionais; Curiosidades e outras).

Na Cultura. Sub Dir: (Contos e estórias que citam; Obras que referem; Poesias; Músicas e MP3; Livros sobre Categeró).

Algumas  interpretações são necessárias de antecipar para facilitar a classificação e encaminhamentos de material permanente quando for o caso, mas principalmente, por causa das indexações futuras. Todas elas tratam de conceitos de sub diretórios, do diretório “Na Sociedade”. Por exemplo:

      Grupos devocionais diz respeito às ações de pessoas devotas de Categeró fazendo trabalho  devocional objetivo. Pode até, ser entendido, quando é a ação de um clérigo ou irmão com liderança na vida religiosa, em que ele se manifesta sem a presença de devotos; Outra questão diz respeito ás questões diretas do beato citadas ou analisadas por devoto, em assunto devocional.

      Questões devocionais trata da materialidade como imagens, santinhos, um galpão construído na igreja que facilita a procissão;

      Eventos Sociais e Festas Populares trata de atos formais da sociedade que tenha alguma finalidade religiosa e, esta, vinculada ao Beato. Pode ser discutido, com pensamentos contrários, mas uma procissão é uma manifestação da sociedade. Ela é publica e permite qualquer pessoa, desfilar junto ou assistir. Ela, a procissão é devocional para o devoto que comparece e cumpre toda a normativa canônica de sua presença. Uma autoridade publica que refira Categeró ou receba um imagem, trata de um ato social.

7.     Objetivos

A primeira etapa será definir uma linha de tempo (LT) para as ações de pesquisa e descrição da devoção ao Beato Antônio de Categeró.

  1. Patronato da Segurança Pública Brasileira Categeró já é padroeiro da Diocese de Ávola e Noto, na Itália;
  2. Denominação de ruas e logradouros, nas cidade brasileiras;
  3. Padronização da imagem brasileira, a partir do que deixou o Ms. Salvatore Guastella em sua pesquisa da devoção do beato no Brasil e deixou registrado, até em italiano;
  4. Fornecimento das primeiras ferramentas da nova imagem aos santeiros;
  5. Impressão de santinhos e novenas nas igrejas, onde se encontra entronizado;
  6. Criação de grutinhas (capelinhas) para os grupos devocionais;
  7. Criação de estandartes para todas essas igrejas (padronizados);
  8. Organização com membros dos grupos devocionais de confrarias ou ordens menores com a “opas – padrão religioso”  usuais em Portugal e na Itália;
  9. Organizações em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife de procissões do Beato de Categeró, com seus devotos das diversas igrejas, no caminho das igrejas que ele tem, imagem entronizada,  há mais de dois séculos, nos chamados “caminho das antigas procissões de Cinzas”, onde ele era um dos 14 andores em todas essas cidades;
  10. Organização em instâncias estaduais e nacional das confrarias do Beato de Categeró;
  11. Criação da comissão brasileira pró-santificação do Beato Antônio de Categeró, como um “Movimento Devocional Brasileiro a Categeró”,  Solicitando, também, que o registro do nome cultuado no Brasil, “Categeró” esteja junto ao nome de Santo Antônio Etíope e de Noto, no hagiológio da igreja católica, no Vaticano.
  12. A busca da certificação do Vaticano à padronização da imagem do Beato de Categeró, como Santo Antônio de Categeró, para o Brasil, no mundo.

 

8.     A conquista  de  clérigos apoiadores do projeto

A igreja somos todos nós. A classificação de administradores clericais e devotos não está incluso no conceito primeiro de definição da igreja. O padre é o pastor de suas ovelhas. E este pastor pode motivá-las como pode ser motivado. Em determinados momentos e locais os grupos devocionais não recebem o apoiamento que imaginam, teriam dos seus pastores. O padre é um home, e como o próprio devoto, tem sua simpatias devocionais.

Dou um exemplo concreto de uma igreja cuja maior devoção é Categeró. O padroeiro é referenciado, mas a procissão da igreja é dia 14 de março, em louvor a Categeró e enche a igreja e ruas do bairro. Sempre que chega um padre novo para assumir a paróchia, leva um tempo para a compreensão do fenômeno. Já houve ano de não ocorrer a procissão. Assim, a devoção de Categeró precisa de padres que a compreenda nos mais distantes pontos desse país. Principalmente, por temos muitos Categerós nos grotões do Brasil.

9.     Criação da Cartilha para o Grupo Devocional

O primeiro grupo devocional de Categeró estruturado em uma igreja e sob a orientação religiosa do padre da paróquia dará uma grande contribuição à causa de Categeró se conseguir elabora uma pequena Cartilha com as experiências e consequentes normativas da vida do grupo. Isso facilitará a estruturação de outros grupos em outras localidades do Brasil, facilitando queimar etapas de formação, organização e principalmente, da compreensão pelo padre da paróquia.

 

10.Operacionalização de um processo da gigante

Temos mais de 50 imagens do beato Antônio de Categeró, regularmente entronizadas em igrejas e capelas católicas,no Brasil. Assim, se um terço desenvolver grupo devocional e fizer conexão com outros grupos devocionais, começa a existir uma ideia de devoção nacional e de seu reconhecimento pela própria administração religiosa. Isso apreendi com frei Inácio, um capuchinho, que consultei, por indicação do Ministro dos Franciscanos no Rio Grande do Sul, quando o procuarei. Já havia falado com o Ministro anterior que me garantiu, antes mesmo de eu ter recebido os livros em italiano, do Ms. Salvatore, com o processo diocesano da beatificação de Categeró.  O Ministro anterior explicou que João Paulo II, definiu o reconhecimento dos Santos Populares da igreja, que era uma pendência muito antiga e que isso tirava qualquer dúvida sobre nosso beato.

Mas voltando ao frei Inácio, que me encaminhou o Ministro dos capuchos no Rio Grande do Sul, este me relatou que mesmo Santo Antônio de Pádua, tem grupos devocionais que se articulam internacionalmente, há mulitos anos. Tem sede na Itália. E é isso que garante o reconhecimento formal da devoção.

Parece uma tarefa gigante. Uma grande caminhada.  Mas deve ser dado o primeiro passo.

 

11. A descentralização do Portal

A meta de descentralização do projeto é fundamental para que se possa ampliar o conceito devocional ao Beato de Categeró. A ideia não é centralizar ou fazer páginas ou blogs para os grupos devocionais. Não. A ideia é que todos. Tenham seus blogs e comuniquem ao portal para acompanhar o desenvolvimento das mídias dos grupos e apoiá-los sempre que solicitarem. Blog é uma ferramenta bastante simples e difundida na rede internet. O importante é registrar publicamente ações referentes ao beato. Um reunião pode ser noticiado de forma bem resumida, o mais simples possível. Vamos fazer um rápido exercício de projeção hipotética. Com 30 Grupos Devocionais publicando uma notícia em seu blog por mês é como se tivéssemos uma notícia diária, nova sobre Categeró.

Existe muita devoção ativa, mas também, bastante reservada. Precisamos mostrar o Beato de Categeró a todos, e principalmente, propagá-lo ao mundo.

12. Usar o Facebook, como grupo “secreto”

O site de relacionamento Facebook facilita a criação para quem seja titular de uma conta, a criação de diversos tipos de grupo. Um dos tipos está classificado como secreto. Ninguém vê o que é postado, nem mesmo seus membros. Somente seus membros têm acesso e se veem entre si. É o mais rápido meio de comunicação interpessoal no momento, permitindo transferência de todos os tipos de arquivo e sem qualquer custo. Obrigatoriamente, um grupo de Categeró com essas características necessitará de ser criado para maior agilidade no grupo de devotos que se comprometer em .contatar com fieis de igrejas com imagens do Beato de Categeró, entronizado, para fomentar a criação de grupos devocionais por igreja.

Muito nos daria esperança para o afloramento devocional a Categeró, no Brasil, seria conseguir que o maior Estado da federação brasileira e, maior devoção a Categeró do Brasil, conseguisse 6 grupos dentre as devoções potenciais existentes nessa Capital.

 

13. Vamos ao Papa Franciso

Vamos levar nosso preito ao Papa Francisco. Vamos ao Jesuíta que se propõe a Franciscanizar a igreja católica. Vamos levar para ele o Franciscano negro, ex-escravo e excelente representante dos excluídos, do Brasil e do Mundo. Nós os devotos, sentimos em nós os reflexos dessa exclusão que perdura. Excluído por parte de sua própria igreja. Vamos levar o Franciscano negro, que foi trazido para o novo mundo pelos Jesuítas. Jesuítas esses cujas ações, naquele tempo, também sofreram repressão do poder, expulsando-os do Brasil. Até que ponto a expulsão, dos jesuítas, não atuou indiretamente, também em um não maior desenvolvimento da devoção ao Beato de Categeró. Vamos ao Papa…

E não esqueçamos que Paulo
Navossat iniciou junto nesta caminhada, em 2007.

Proj Dev atual

URL curta: http://categero.org.br/?p=12406

Publicado por em maio 18 2017. Arquivado em - Adm. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Comentários e pings estão desabilitados.

Os comentários estão desabilitados!

Imagens

120x600 ad code [Inner pages]
CATEGERÓS NA EUROPA Por Laboratorio Web